A Acupunctura procura regular e reestabelecer o equilíbrio energético do organismo do SER. Os sintomas e as queixas relatadas durante a consulta são fundamentais para o Terapeuta de Medicina Tradicional Chinesa compreender onde e quais são os desequilíbrios que originam determinada sintomatologia.

Através da Acupunctura – por vezes em conjunto com outras terapias – procura-se atingir o equilíbrio do yin e do yang, duas energias opostas e complementares, como o dia e a noite, alto e baixo, interno e externo. Toda a doença apresenta alteração na relação entre yin e yang, que forma um equilíbrio dinâmico – quando um aumenta o outro diminui.

O desequilíbrio é apenas circunstancial, porque quando um cresce em excesso, força o outro a se concentrar, o que acaba por provocar nova transformação. Por exemplo, excesso de vapor nas nuvens (yin) provoca a chuva (yang).

A Acupunctura é regida pelos princípios da Medicina Tradicional Chinesa, que por sua vez é centrada nas leis naturais e energéticas do corpo humano, da natureza e do universo. Os pontos de Acupunctura onde serão inseridas as agulhas pertencem na sua grande maioria aos meridianos. Os meridianos são percursos energéticos por onde circula a energia vital. Cada órgão e cada víscera possuí o seu próprio circuito energético, abrangendo o corpo na sua totalidade. Além dos meridianos principais ou regulares que são 12, encontramos ainda os meridianos extraordinários, tendino-musculares, distintos e os LUO.

 

acumpuntura